Sinfazfisco-MG
Artigos

A Bahia, a SRE, o NCT e o mundo de Oz

“Ela parou de se preocupar e resolveu esperar calmamente
para ver o que o futuro lhe reservava.”
Mágico de Oz, página 14

No último dia 17 a Secretaria de Estado da Fazenda da Bahia soltou um comunicado muito interessante sobre o aumento da arrecadação de ICMS daquele Estado. Nele podemos observar os números que mostram o crescimento nominal da receita na ordem de 6,48% e nos mostram que dos Estados citados no comunicado, apenas Minas Gerais teve o crescimento negativo. (clique aqui para ver)

Dois dias depois, o NCT (Núcleo do Crédito Tributário) nos brinda com um comunicado sobre o Regularize, onde mostra que R$2,1 bilhões de débitos tributários foram solucionados até 31 de dezembro de 2015, deixando claro que do montante recebido em espécie (R$414 milhões) mais de 70% se encontravam na esfera administrativa.

Ou a SRE e o NCT vivem no mundo de Oz ou então estamos sendo tratados como Vovôs Gepettos por seus netinhos de madeira e suas manias que faziam seus narizes crescerem. Senão, vejamos:

Tabela Arrecadação Dívida Ativa ICMS_Sudeste

Qualquer semialfabetizado pode ver que Minas Gerais foi de longe o pior crescimento da região sudeste mesmo contando com um programa de renúncia fiscal, o que os outros estados não tiveram. Já que NCT gosta tanto de usar o termo “Valores Solucionados”, não seria interessante que os gerentes daquela pasta recebessem seus vencimentos desses valores ao invés do efetivamente recolhido? E se os honorários de sucumbência também fossem providos dessa mesma fonte? Só para constar, o crescimento da Bahia neste tópico foi de 166%.

A SRE atribui o péssimo desempenho de nossa arrecadação à crise econômica mundial e, em especial, à brasileira. O que é estranho e de difícil compreensão é que a propagada crise só tenha afetado as arrecadações de Minas Gerais e mais dois estados com economias totalmente diferentes da nossa: Amazonas e Distrito Federal. Fazemos parte do seleto grupo de 3 (das 27) unidades da Federação com crescimento negativo, somos a lanterninha na região sudeste e único Estado afetado pela “crise”:

Tabela Arrecadação ICMS_Sudeste

Pelo visto nem mesmo o extraordinário desempenho do Regularize na fase administrativa conseguiu nos salvar do precipício.

Só mesmo os espantalhos sem cérebro, os leões covardes e os homens de lata sem coração para nos explicar, ou então, que nos transformemos no personagem encontrado por Dorothy no milharal para acreditarmos.

A DIRETORIA

Related posts

Análise da Receita Tributária (ICMS) de Minas Gerais e demais UF’s – 2015 x 2014

Leandro 4infra

Artigo | Coronavírus

Nínive Ramos

Relicário

Leandro 4infra