Sinfazfisco – MG
Arquivo2

Enganacismo, tapeotismo e mentirismo

“Uma mentira dita mil vezes torna-se verdade”
Joseph Goebbels

Os termos eternizados pelo ex presidente do SINFFAZFISCO, Marcus Vinicius Bolpato, podem muito bem explicar o informativo do @fazenda do dia 07/01/2016 com o titulo “Regularização de débitos pelo Programa regularize supera R$ 1,6 bilhão”. Qualquer desavisado poderia acreditar nessa forma reles de tentar ludibriar o público-alvo e mesmo o público externo.

As tapeações, mentiras e enganações não se restringem ao título, durante a matéria é alegado que foram recolhidos R$ 412 milhões à vista do malfadado programa e que, segundo o informativo Na avaliação do Núcleo do Crédito Tributário, o resultado demonstra a assertividade do programa, levando-se em conta que, mesmo em meio à crise econômica vivenciada pelo país, os contribuintes mineiros que se encontravam inadimplentes entenderam o alcance e a oportunidade proposta pelo Estado para a regularização da situação perante o Fisco.

Vamos aos fatos e aos números:

Durante todo o exercício de 2014 Minas Gerais arrecadou em valores da Dívida Ativa R$ 281,485 milhões o que deixou o Estado em terceiro lugar nesse quesito na região sudeste do país, atrás do Rio de Janeiro e São Paulo que arrecadaram respectivamente R$ 319,688 e R$ 300,349 milhões. Já em 2015, com o advento do Programa Regularize, entre janeiro e outubro Minas Gerais conseguiu a proeza de ficar em quarto lugar no sudeste, perdendo a posição para o Espírito Santo, onde conseguimos arrecadar incríveis R$ 203,867 milhões contra R$ 278,263 milhões do Estado portuário. Ou seja, ou contribuintes dos outros Estados entenderam melhor que os mineiros e sem programa de vantagens ou a crise econômica está instalada somente por aqui.

Para maquiar, anabolizar e alavancar o pífio programa a SRE embutiu como sendo do Regularize todos os recolhimentos e parcelamentos nas fases administrativa, Dívida Ativa e reparcelamentos (esses contabilizados em dobro) pré-existentes e os separou no relatório em REGULARIZE, RESOLUÇÃO E OUTROS, onde OUTROS sempre têm o maior valor. Além disso, com uma dose cavalar de mesquinhez, inserem os valores perdoados como sendo “solucionados”, devemos lembrar aos nossos pares da SRE que os valores “solucionados” não pagarão os salários dos servidores, não servirão para investir na educação e não serão usados na construção de hospitais. Tudo isso só se dará com os valores RECOLHIDOS, que é o que verdadeiramente importa a todos.

Vale lembrar que grande parte dos milhões propagados foi quitada com créditos de ICMS acumulados, principalmente das mineradoras, sem NENHUMA entrada efetiva de numerário no caixa do Tesouro.

Nossa SRE tenta usar do pensamento do Ministro da Propaganda de Adolf Hitler para iludir, confundir e enganar o público interno e externo e fazer uma mentira tornar-se verdade numa verdadeira operação de alquimia.

Nossa SRE está com a data de validade vencida (e muito), já se faz tarde a troca do placebo vencido por um remédio eficaz. Os servidores e o povo mineiro não podem e não conseguem mais suportar que a vaidade e o corporativismo imbecil reinante na Sub Secretaria continuem a corroer a Secretaria que tem que ser a mola propulsora do Estado. CHEGA!!!!

A DIRETORIA

Notícias Relacionadas

Feriado: Horário de Funcionamento

integrate

SINFFAZFISCO reverte decisão de 1ª Instância

integrate

Edital de Convocação – 66ª Assembleia Geral Extraordinária

integrate