Sinfazfisco-MG
Destaque

Departamento Jurídico conquista mais vitórias em ações de férias-prêmio

Conforme divulgado anteriormente, o Departamento Jurídico do SINFAZFISCO-MG disponibilizou duas teses distintas de ações individuais para os servidores aposentados, referente ao pagamento das férias-prêmio.

Duas das ações de cobrança que foram distribuídas, perante a 2ª e 6ª varas da Fazenda Pública, nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, obtiveram decisões favoráveis.

Ambos os juízes decidiram pela condenação do Estado de Minas Gerais ao pagamento dos saldos de férias-prêmio, que foram convertidos em pecúnia nos atos da aposentadoria das autoras e que não foram pagos voluntariamente pelo réu.

As referidas decisões dão as autoras o direito ao recebimento de montantes no valor de R$ 166.626,72 e R$ 60.589,64.

Além das importantes vitórias referente as ações de cobrança do saldo de férias-prêmio, o Departamento Jurídico também obteve sucesso em outra ação judicial em favor de uma servidora filiada.

Os pedidos da ação que requereu a conversão em pecúnia do saldo de férias-prêmio que não puderam ser gozados, computados para outros fins ou convertidas em espécie no ato da aposentadoria, foram julgados procedentes. O juiz da 2ª vara da Fazenda Pública condenou, portanto, o Estado de Minas Gerais ao pagamento da indenização correspondente ao saldo de férias-prêmio equivalente ao montante de R$ 117.975,88.

Esclarecemos que os valores devidos pelo Estado de Minas Gerais a título de férias-prêmio variam de acordo com o caso de cada servidor, pois, dependem do saldo de férias-prêmio, da remuneração percebida antes da aposentadoria e da data da publicação da aposentadoria.

As decisões relatas acima se referem aos julgamentos de primeira instância, estando sujeitas ao reexame necessário.

Related posts

URGENTE! SINFFAZFISCO pede ajuda aos colegas para doação de sangue

Leandro 4infra

Sinfazfisco-MG divulga série de reportagens sobre a ADI 3913/07

Nínive Ramos

Produtores rurais pessoas físicas poderão emitir NFA-e em tempo real

Nínive Ramos

Leave a Comment