Sinfazfisco – MG
Arquivo

CARTAS NA MESA.SINFFAZ e FUNDAFFEMG discutem ADI

 CARTAS NA MESA.SINFFAZ e FUNDAFFEMG discutem ADI
 
Mesmo sem entender as razões que fizeram com que a AFFEMG ajuizasse uma ADI contra os ex-TTE’S, a FUNDAFFEMG pretende buscar formas de impedir a desfiliação em massa dos servidores “agredidos”.
 
 
Nessa manhã (28/08) a Presidência do SINFFAZ esteve reunida com a Presidência da FUNDAFFEMG (Fundação AFFEMG de Assistência e Saúde) para discutir os impactos e o posicionamento do Sindicato frente a ADI impetrada pela AFFEMG (Associação dos Funcionários Fiscais de Minas Gerais), Associação instituidora da Fundação.
A polêmica da discussão se instaurou a partir das colocações da Presidente do SINFFAZ, Diva Jannotti, que afirmou que ao propor uma ação contra os TTE’s, a AFFEMG instaurou um sentimento de revolta nesta categoria. “Fomos agredidos pela Diretoria da AFFEMG”, reforçou.
O que Diva explicou é que os gestores associados, mesmo contribuindo mensalmente com a Associação, são tolhidos de usufruir de benefícios como: locação de casas nas Colônias e a participação em Congressos organizados pela AFFEMG, entre outros. Como se não bastasse, a Associação usou a receita, fruto das contribuições também dos gestores, para ajuizar, via FEBRAFITE, uma ADI contra os TTE’s.
A Presidente informou ainda, oficialmente, que a categoria dos ex-TTE’s, por meio de seu Sindicato, vem articulando formas de desfiliação em massa da AFFEMG e, por conseqüência, da FUNDAFFEMG, mesmo diante dos benefícios oferecidos pela Fundação.
Diante desse fato, o Diretor Presidente da FUNDAFFEMG, Munir Nacif e o Diretor de Seguridade, José Gomes Soares, afirmaram que não compreendem, da mesma forma, os motivos que levaram a AFFEMG a propor tal ação contra os ex-TTE’s. Que a FUNDAFFEMG não faz a distinção de seus Associados segundo os cargos efetivos, e que vai buscar explicações junto a AFFEMG para, quem sabe, achar uma solução que atenda os interesses comuns.

Notícias Relacionadas

Mudanças no regime de Previdência dos Servidores Públicos de MG

integrate

Novas Ações Judiciais para os Filiados

integrate

Concurso de Remoção está previsto para julho

integrate