Sinfazfisco – MG
Arquivo

Atuação deveria ser mais restrita

O grande volume de processos que chega ao STJ é visto pelo ministro Naves como uma questão que apresenta pontos vantajosos e desvantajosos. A vantagem é que a sociedade como um todo recorre ao Judiciário, o que demonstra que o poder possui credibilidade para resolver os conflitos dos cidadãos. O ponto negativo é faltarem braços e tempo, segundo o ministro, para que os magistrados possam corresponder a essa imensa procura. “Costumo dizer que os processos chegam às braçadas, digo até por tacada”, graceja o ministro. Apesar do bom-humor, o ministro salienta ter amplo conhecimento da dimensão do problema que é um tribunal aos 18 anos já ter superado a marca dos 2 milhões de julgados. Para ele, o STJ não foi criado para cuidar de todas as questões e, sim, das de repercussão jurídica ou geral.
 
Fonte: Diário do Comércio

Notícias Relacionadas

Implantação será feita gradualmente

integrate

O porquê da mobilização dos Gestores

integrate

Política Remuneratória será encaminhada a ALMG

integrate