Sinfazfisco – MG
Arquivo

Administração Fazendária de Contagem SUCATEADA

 
A SEF, mais uma vez, demonstra total descaso e desrespeito com as AF’s e Gestores Fiscais que trabalham e gerenciam essas unidades.

Já se arrasta por mais de um ano a ocupação de moradores de rua na porta da Administração Fazendária de Contagem e nenhuma medida é tomada para a liberação deste espaço.

A Administração Fazendária – AF de Contagem é uma das mais importantes AF do Estado e está sob os auspícios do abandono deliberado.

Segundo informações dos servidores da AF, a partir da ocupação da calçada por esses indigentes, apareceram no local lixo de toda espécie, ratos perambulando pelos arredores e por vezes os contribuintes e servidores são obrigados a presenciar cenas de sexo explícito a sem o menor pudor.

 
Indigentes ocupam e obstruem a porta da AF de Contagem

Por diversas vezes os Gestores Fiscais solicitaram aos seus superiores, no sentido de tomadas de providências junto aos órgãos estatais ou entidades sociais responsáveis, visando a liberação da porta de entrada da AF e por fim a ocupação irregular e vexatória.

No entanto, diante de todos os fatos aqui constatados  e já denunciados,  até o presente momento, numa total inércia e omissão dos dirigentes  superiores da SEF/MG nada foi feito para a retirada dos indigentes e regularização desse descalabro que assola a AF de Contagem.

Até quando a Secretaria de Fazenda continuará ignorando e tratando com descaso a situação e submetendo os seus funcionários e contribuintes que vão até a repartição a esse constrangimento?

Casos como esse, que acontecem em uma das principais AF’s do Estado, revelam todo o descaso e esvaziamento dessas unidades tão importantes e vitais no provimento de recursos para que o governo possa realizar suas políticas públicas nas áreas da saúde, segurança e educação. Demonstram também o tratamento que a direção superior da SEF/MG dispensa aos Gestores Fiscais que gerenciam e trabalham nas 149 Administrações Fazendárias espalhadas por toda Minas Gerais.

Situação idêntica a acima denunciada ocorreu ontem, dia 21, na porta principal do prédio onde funcionam as AF’s I e II de Belo Horizonte. O acesso de contribuintes e cidadãos àquelas AF’s foi bloqueado pelo SINDIFISCO, em função de uma reunião promovida por aquele sindicato, exatamente na porta das AF’s, como se pode verificar nas fotos abaixo.

 

A Diretoria do SINFFAZ/MG tem o entendimento que a situação das AF’s e dos Gestores Fiscais não está nada fácil, pois, além de ter que conviver com as situações acima denunciadas nas duas principais AF’s do Estado, vê todas as demais AF’s serem absolutamente esvaziadas, levando os Gestores Fiscais que nelas trabalham ao estado de subutilização e terrível assédio moral coletivo. 

Notícias Relacionadas

CCJ aprova parecer de 1º turno ao pacote tributário

integrate

Deputados destacam defesa de fronteiras para combater tráfico e violência!!

integrate

Dr. Antônio Adalberto e Drª. Luciana

integrate