Sinfazfisco – MG
Arquivo

Sinffaz e a luta pelas nomeações

As nomeações dos concursados aprovados no Concurso para Gestor Fazendário em 2007 foi e continua sendo motivo de muita luta e argumentações do Sinffaz diante da Fazenda. Os primeiros nomeados não alcançaram nem a metade do número das 400 vagas estipuladas no Edital. Em seguida vieram as nomeações “conta-gotas” e a frustração, tanto dos aprovados, quanto do Sinffaz parecia não ter fim.
 
Muitos que realizaram o Concurso relataram sua dedicação e investimentos para ser um Gestor Fazendário e, se mostraram contrariados com toda essa demora e com a falta de planejamento da SEF/MG diante das não nomeações, utilizando- se sempre da Lei de Responsabilidade Fiscal como justificativa. Já o Sinffaz, indignado com as frequentes denúncias de terceirização e desvios de função, sempre lutou pelas nomeações e sempre questionava a Administração da Fazenda sobre as nomeações.
 
E foi em uma dessas oportunidades que o Sinffaz apresentou à SEF/MG, a necessidade de recomeçar a contagem da data de validade do Concurso, a partir da reclassificação dos aprovados em dezembro de 2008, determinada pelo Juiz. O interesse dos representantes da Fazenda, frente à alternativa apresentada pelo Sinffaz, foi explícito e com a Homologação do Resultado Final do Concurso publicada pela Secretaria de Planejamento e Gestão – Seplag – no dia 03 de agosto, no jornal Minas Gerais, e as nomeações de mais 13 Gestores no dia 11 de agosto, mostra que nossa luta não está sendo em vão. Só nos daremos por satisfeitos quando vermos no mínimo os 400 Gestores trabalhando.
 
Para tanto, o Sinffaz informa aos demais aprovados que continuará se empenhando para que as vagas de 400 Gefaz sejam preenchidas dentro da SEF/MG. Sabemos da necessidade de mão-de-obra qualificada dentro da nossa “casa”, principalmente nesse cenário de crise, onde mais pessoas trabalhando, poderão ser de grande valia. Por isso caros concursados, não deixem de buscar seus direitos e contem com o Sindicato a qualquer momento, afinal essa luta também é nossa!  

Notícias Relacionadas

Supremo determina que Febrafite comprove legitimidade para propor Ação Direta de Inconstitucionalidade

integrate

Lei Florestal e proibição de fumo em locais públicos são aprovados

integrate

Política remuneratória e Regulamentação das Atribuições

integrate