Sinfazfisco – MG
Arquivo

Secretários de Trabalho do Sudeste discutem combate à crise

As políticas de Trabalho, Emprego e Renda desenvolvidas pelo Governo de Minas foram apresentadas aos secretários estaduais da Região Sudeste nesta segunda-feira (13), em Belo Horizonte, pelo secretário de Estado de Desenvolvimento Social de Minas Gerais, Agostinho Patrús Filho. O objetivo do encontro trocar experiências entre os Estados e debater ações que minimizem os efeitos da crise econômica mundial.
 
O secretário Agostinho Patrús Filho destacou que os estados do Sudeste enfrentam problemas comuns neste período de crise e o fundamental é reduzir o impacto causado por ela. “Temos a intenção de somar forças e criar ações em comum analisando os diversos cenários. Perdemos muitas vagas de trabalho na área das exportações e commodities. Para reverter a situação, é importante encontrar os gargalos onde ainda há contratações”.
 
O programa Travessia do Governo de Minas, que atende municípios com baixo Índice de Desenvolvimentos Humano (IDH) e oferece diversas melhorias, entre elas a geração de empregos e de renda, também teve destaque durante a reunião. “Com certeza levaremos as experiências do Programa Travessia para o nosso estado. Por meio das obras públicas levadas pelo programa é possível qualificar os trabalhadores locais e gerar renda, minimizando os efeitos causados pela crise” explicou o secretário de Estado do Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social do Espírito Santo, Tarcísio Vargas.
 
O secretário adjunto de Emprego e Relações do Trabalho de São Paulo, Pedro Rubez, afirmou que este primeiro encontro foi importante para trocar experiências e replicar as ações entre os estados participantes. “A qualificação profissional é um dos pontos mais importantes para reduzir o desemprego. Com isso, melhoramos a intermediação e também a manutenção dos que estão empregados”.
 
Também participaram do encontro o secretário Adjunto de Desenvolvimento Social de Minas Gerais, Juliano Fisicaro, e o subsecretário de Trabalho, Emprego e Renda, Fernando Sette, ambos de Minas Gerais.
 
Ações
Entre as ações do Governo de Minas na área do Trabalho, Emprego e Renda estão o projeto Usina do Trabalho e a gestão dos 108 postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine). Mesmo diante da crise econômica mundial, o primeiro bimestre de 2009 apresentou crescimento de 3,47% no número de colocados no Mercado de Trabalho por meio dos Sine. Foram 10.897 colocações, contra 10.532 no mesmo período do ano passado.
 
O Governo também investe na estrutura e ampliação dos postos do Sine. Até o fim deste ano, mais sete postos devem ser abertos em várias regiões do Estado.  Outro serviço que será disponibilizado é a emissão de carteira de trabalho pelas unidades do Sine. O convênio com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) foi assinado no início deste mês. O serviço será disponibilizado, inicialmente, na nova unidade da rua Curitiba, com inauguração prevista para a segunda quinzena deste mês
 
Já o projeto Usina do Trabalho tem como objetivo melhorar a qualidade de vida de comunidades carentes e inserir pessoas desempregadas no mercado de trabalho. O diferencial do projeto é que os cursos são elaborados de acordo com demandas prévias das empresas. Com isso, as chances de se conseguir uma vaga de trabalho para aqueles que fazem os cursos são maiores. Todos os cursos são gratuitos e os alunos recebem transporte e alimentação.
 
As inscrições para a primeira etapa já estão abertas e podem ser feitas nos postos do Sine e nas prefeituras dos municípios que têm Sine. São quase 2.500 vagas disponíveis em várias áreas. O investimento do Governo de Minas é de R$ 10 milhões.
 
Fonte: Minas Online

Notícias Relacionadas

Direitos Garantidos

integrate

Mantida penhora de créditos da RFFSA

integrate

Fórum de Discussão: MOBILIZAÇÃO!

integrate