Sinfazfisco – MG
Arquivo

Pesquisa de Clima Organizacional da SEF/MG 2011

Prezados Filiados,
O Sinffaz acessou a Pesquisa de Clima Organizacional da SEF/MG 2011 por meio do link www.pesquisaclimasef2011.com. Segundo a SRH, o objetivo da pesquisa é mapear a percepção de cada servidor sobre as práticas e políticas existentes na Administração Pública que interferem no clima das unidades. Todas as respostas coletadas na pesquisa serão armazenadas num banco de dados, guardado em absoluto sigilo, e analisadas estatisticamente.
Conheça aqui e reflita antes sobre todo o conteúdo do questionário que irá responder!
Pelo o que percebemos o programa faz a captura do IP da máquina onde está sendo respondida a pesquisa.
– Ponto negativo:
– O IP da máquina que acessou fica gravado no servidor da SEF/MG e sendo a estação de trabalho do servidor, ele está automaticamente identificado pelo login e senha;
– O servidor pode ser injusto e prejudicar colegas que ocupam as chefias e gerência de área atual, inclusive julgando-o incompetente para execução de tal função, o que pode ocasionar a perda destas atribuições relevantes para outras categorias de servidores em um futuro breve.
– Ponto positivo:
– Pode ser feito tanto de computadores da SEF/MG quanto de computadores pessoais ou em lan house, basta ter o link de acesso, não havendo impeditivo explicitado pela Fazenda.
– Pode ser ferramenta positiva para reafirmar as necessidades que cada servidor busca através do Sinffaz;
– Sendo respondido de casa ou lan house, o servidor não será identificado, o que possibilita ser o mais verdadeiro possível.
Importa reforçar para todos os filiados que o Sinffaz está negociando atribuições com o Governo de Minas e salário com a SEF/MG. Assim, esta pesquisa poderá ser utilizada como a resposta que precisamos dar ao Governo e à SEF/MG, no sentido de ser meio eficaz para informar se estamos ou não satisfeitos com as nossas atribuições e com os salários percebidos atualmente.
Isto posto, chamamos a atenção para que cada servidor responda à pesquisa de acordo com a sua consciência e grau satisfação em relação às atividades que executa hoje na Fazenda, o que nos leva a refletir:
1.      As tarefas que executamos hoje em dia são relevantes?
2.      Temos perdido atribuições ao longo do tempo e retornadas através de acordo de trabalho, levando os méritos dos resultados para outra categoria?
3.      As tarefas atuais estão de acordo com o explicitado na Lei de Carreira 15.464?
4.      O Gestor Fazendário pode executar atribuições de maior relevância que as previstas atualmente, de acordo com o que pedimos no Projeto de Incremento da Receita?
5.      Você entende que o salário do Gestor Fazendário, em relação ao do Auditor Fiscal, é equânime, conforme previsto em Lei?
6.      Você acredita que as oportunidades de treinamento dadas ao Gestor e Auditor são as equivalentes?
7.      Você acredita que o tratamento dispensado ao Auditor e Gestor são os mesmos?
8.      Você acha que o local e as condições de trabalhos são as melhores para que você possa produzir o máximo de sua capacidade?
A nossa orientação vem com o intuito de buscar que cada servidor seja justo, sincero, verdadeiro, respondendo à pesquisa conforme sua consciência, pois da sua resposta dependerá o sucesso ou fracasso de nossas negociações e, consequentemente, o seu futuro e de seus familiares.
Paulo César Marques da Silva
Presidente do Sinffaz
 
Pedimos que as matérias restritas não fossem impressas, enviadas por e-mail ou qualquer outro tipo de divulgação.

Notícias Relacionadas

CONACATE promove 1º Encontro Regional de Entidades de Servidores das Carreiras e Atividades Típicas de Estado

integrate

Mais 42 aprovados são nomeados

integrate

GESTOR FAZENDÁRIO LEVA MAIS UMA TUNGADA

integrate