Sinfazfisco – MG
Artigos

Gestores de la mancha

“Elimine a causa e o efeito cessa”

Miguel de Cervantes

 

No início do século XVII, um militar espanhol publicou um livro cujo o personagem principal em muito lembra os Gestores da Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais.

O fictício herói castelhano perde o juízo depois de muito ler, assim como nossa categoria chega às raias da loucura por um excesso de trabalho e dedicação, além de termos em comum a luta incansável pelo sucesso do que julgamos justo. Nossas diferenças são que o fidalgo enfrenta adversários imaginários e tem ao seu lado um fiel escudeiro, enquanto que enfrentamos uma realidade nua, crua e dura e não temos o parceiro de todas as horas do nosso personagem.

O SINFFAZFISCO por diversas vezes levou até a cúpula da SEF os anseios da categoria assim como sugestões para incremento da arrecadação e redução do custo da máquina, sinalizando com isso como obter os recursos necessários não só para a SEF, mas para a saúde, educação, segurança, etc., mas, infelizmente para nós e para toda a sociedade, fomos totalmente ignorados, sempre.

Hoje, temos que conviver com um absurdo corporativismo da Subsecretaria da Receita, que tentou obter da AGE uma forma de não aproveitar o Gestor em suas atribuições legais. Temos que acatar que um dos membros mais importantes da SEF seja um empresário com falência requerida. Temos que conviver com a mesma cúpula desde os anos de 1990, além de termos que suportar nossa arrecadação insuficiente, sem justiça fiscal, preguiçosa, imbecil, mentirosa e nefasta.

Vende-se ilusões aos desavisados, mas o que entra efetivamente nos cofres públicos desmente a maquiagem circense usada nas planilhas e números apresentados. Uma rápida análise da arrecadação de ICMS dos Estados da União deixa qualquer cidadão (menos o Governo) apavorado: 19 Estados estão com números completos da arrecadação de janeiro a setembro desse ano; se comparados com o mesmo período do exercício anterior vemos que 13 Estados conseguiram, por menor que fosse, um aumento em sua arrecadação, dentre eles NÃO está Minas Gerais. Nosso Estado está entre os 6 com um decréscimo no ICMS.

O mais apavorante é constatar que no Sudeste SOMENTE nosso Estado involuiu. Se somarmos o Sul do país, apenas nós e Santa Catarina obtivemos resultados negativos. É, algo está errado.

Arrecadação janeiro a setembro 2014

Arrecadação janeiro a setembro 2014

Arrecadação janeiro a setembro 2015

Arrecadação janeiro a setembro 2015

Nada mudou e nada vai mudar. Nos preparemos para um futuro próximo bem sombrio e para vermos os mesmos que já se mostraram incompetentes em Governos anteriores nos liderarem até o final deste governo.

Para nosso bem e para a saúde de nossos bolsos, vamos torcer para que algo de extraordinário aconteça externamente e que alavanque nossa receita, pois não somos funcionários de governo e sim, servidores de Estado. Enquanto isso, continuaremos como o herói de Miguel de Cervantes, Dom Quixote, lutando contra moinhos de vento.

A DIRETORIA

Notícias Relacionadas

Goebbels e a SEF

integrate

As perdas de Minas com a Lei Kandir e com as barragens de rejeito à montante

integrate

As perdas de Minas com a Lei Kandir e com as barragens de rejeito à montante

integrate