Sinfazfisco – MG
Arquivo2

Secretário Colombini continua a não receber o Sinffaz e os Gestores Fiscais

Considerando que até a presente data não foi dada nenhuma resposta ao ofício Sinffaz 023/2014, de 15 de março do corrente ano e tão pouco ao e-mail enviado em 11 de abril, foi enviado ofício 047/2014 datado de 15 de abril, reproduzido abaixo.

oficio

No supramencionado ofício é reiterado o pedido de reunião com o Secretário Leonardo Colombini para tratar dos seguintes assuntos inerentes as categorias que o Sinffaz representa:

Resolução Conjunta SEF/SEPLAG nº 4647 que foi publicada, no sábado (8), no jornal Minas Gerais, que divulgou o índice de correção da GEPI;

Entrega da Carta de Minas Gerais, elaborada no II CONSAT – Congresso dos Servidores da Administração Tributária de MG, ocorrido em dezembro de 2013 no Hotel Resort Tauá Caeté;

Entrega do Projeto “Casa do Município Mineiro na Europa”;

Entrega do Parecer sobre o lançamento tributário em MG, elaborado pelos Professores Doutores Hugo de Brito Machado e Hugo de Brito Machado Segundo;

Apresentação das propostas das categorias que representa para pacificação e profissionalização da SEF/MG.

Ressaltamos que além da absurda blindagem imposta ao Sinffaz e aos Gestores Fiscais pela SEF, ocorre também a inaceitável situação em que representantes do Sindifisco-MG e Sindpúblicos são recebidos e se reúnem com a cúpula da SEF para tratar de questões relativas as atribuições, GEPI e revisão da lei de regência de carreira (Lei 15464/2005) afetas ao Gestor Fazendário, cargo que não representam.

Os Gestores Fazendários do Grupo de Fiscalização e Arrecadação Tributárias da Subsecretaria da Receita Estadual, isto é, ocupantes do cargo integrante da Administração Tributária de Minas Gerais – Fisco Mineiro – e a Diretoria do Sinffaz apelam ao Governador Alberto Pinto Coelho que interceda junto ao Secretário Colombini no sentido de que ele receba a categoria e a Diretoria do Sinffaz, em nome do princípio da isonomia devido aos cargos da SEF e aos Sindicatos que os representam.

Essa situação de inobservância do tratamento isonômico às categorias e de tratamento desrespeitoso com os Gestores do Grupo de Tributação, Fiscalização e Arrecadação e de total desprezo com essa categoria de elevada importância na história da SEF, bem como de extremada competência, qualidade e compromisso com a governabilidade e o interesse público, submetida ao regime de dedicação exclusiva por desempenhar atividades essenciais ao funcionamento do Estado e tendo a missão de promover a arrecadação através do dever indeclinável da atividade administrativa do lançamento, nos termos do artigo 142 do Código Tributário Nacional – CTN, foi denunciada em matéria veiculada no site do Sinffaz no dia 24 de março deste ano.

Clique no link abaixo e reveja a matéria que constata o desprezo do Secretário com a categoria.

http://www.sinffaz.org.br/2014/secretariocolombinidespreza/

Notícias Relacionadas

Mensagem de fim de mandato

integrate

Férias-prêmio – Evite prescrição

integrate

SINFFAZ se reúne com Governador de Minas Gerais para tratar de assuntos de interesse da categoria

integrate