Sinfazfisco – MG
Arquivo

Agradecimentos do Presidente do Sinffaz

Chega ao fim mais uma administração do Sinffaz.  Nesta que se encerra, pude experimentar muitas situações e emoções que são únicas, que me trouxeram experiências e consequentemente crescimento como pessoa.
Agradeço a todos os colegas que participaram, incentivaram, mostraram novos caminhos.
Foram três anos de direção compartilhada entre a presidência desta casa, a vice-presidência, diretores e colaboradores. Acertamos e erramos, tivemos nossos momentos de glória e de tristeza.
Como ponto positivo, podemos destacar os seguintes:
– Obtenção junto a Alta Administração, do reinicio da contagem do prazo do concurso de Gestor, que até 2008 ocorria de forma tímida, o que viabilizou muitas outras novas nomeações. Muitos são gestores hoje graças a este trabalho do Sinffaz;
– Obtenção de reconhecimento do Sinffaz perante a sociedade, a Assembleia Legislativa e até mesmo junto a alguns Superintendentes que teimavam em dizer: “… o Sindifisco e aquele outro sindicato… qual é mesmo o nome daquela … presidente do seu sindicato?”
– nos tornamos mais respeitados;
– nos tornamos mais conscientes, unidos e mobilizados;
– evoluímos salarialmente, embora ainda tenhamos muito a avançar;
– ajudamos a eleger deputados, o que nos permitiu obter algumas vitórias na ALMG, como por exemplo: fazer parte do Código de Defesa do Contribuinte;
– firmamos parcerias ao participar da Intersindical e nos tornamos ouvidos e respeitados pelos demais servidores de Minas;
– e por fim, nos organizamos junto a outros Estados, quando nasceu a Febrafisco, que representa os nossos interesses no âmbito Federal.
Mas como não podia deixar de ser, também tivemos pontos negativos, os quais podemos destacar:
 – Acirramento das divergências com o Sindifisco e consequentemente com a Alta Administração – AA da SEF, que é tutelada e patrulhada por aquele Sindicato;
– Não conseguir, por enquanto, a implementação do Projeto de Incremento da Arrecadação, tendo em vista a obediência cega da AA da SEF ao patrulhamento do Sindifisco, que utiliza de uma recomendação de um servidor do MP (ex-Agente Fiscal, portanto suspeitíssimo) para desacreditar o Projeto proposta pela categoria. O referido servidor, que sem conhecimento algum da matéria, tampouco sem permitir o contraditório, emitiu tal recomendação contrária ao Projeto, oferecendo a muleta que o GAB/SEF precisava para desacreditar o Projeto junto ao Governo. O referido servidor recomendante quer fazer crer que teria um grande compromisso com a legalidade e a moralidade, mas segundo notícias veiculadas na mídia mineira, este parece não possuir o mesmo ímpeto para o combater as denuncias de corrupção que ultrapassam os bilhões de reais de desvios de recursos públicos, (vide link: http://www.novojornal.com/politica/noticia/o-golpe-de-1-bilhao-nasce-o-politico-fernando-pimentel-16-12-2011.html). O Sinffaz irá pedir a apuração dos fatos. Mas tudo isso, com certeza, nos trouxe amadurecimento.
Há muitos a quem agradecer entre os quais cito:
– Primeiramente a Deus, por ter me dado perseverança, tolerância e sabedoria para saber o que fazer; o momento de avançar e o de recuar;
– à minha esposa e aos meus filhos, pela compreensão, pela necessidade de ter ficado distante nesses três anos, e pelo apoio nos momentos mais difíceis.
– à vice-presidente Brígida, que se empenhou para que pudéssemos ter uma ação mais abrangente, nos permitindo participar de importantes projetos, tais como: o Estatuto do Servidor; CAP; desenvolvimento da política salarial do funcionalismo público mineiro, etc.
– aos Diretores, por contribuir de todas as formas para uma administração eficiente e participativa;
– aos Colaboradores que sempre nos ajudaram sem medir esforços;
– aos funcionários do Sinffaz que não mediram esforços e com dedicação e profissionalismo cumpriram as metas previstas em nosso planejamento sindical;
– a toda categoria pela oportunidade dada a esta administração
Por fim, peço perdão aos que de algum modo ofendi ou prejudiquei, aos que frustrei. Peço ainda, a Deus,  que ilumine, dê sabedoria, força, perseverança e tolerância ao Marcus, à Brígida e ao Rudnei para que deem continuidade ao que produzimos de bom, bem como que possam corrigir os rumos do que for necessário para o bem do Sinffaz e de toda categoria.
Tenham todos um 2012 de realizações!
 
PAULO CÉSAR MARQUES DA SILVA
Presidente do Sinffaz
Administração 2009/2011

Notícias Relacionadas

Negociação da GEPI – tabelas

integrate

Plenário mantém veto sobre retroatividade em isenção de IPVA

integrate

Vice-governador preside comemoração dos 200 anos do MF

integrate